Repositório Institucional UNIFRAN Dissertações Mestrado em Linguística
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.cruzeirodosul.edu.br/jspui/handle/123456789/1021
Tipo: Dissertação
Título: Ação, paixões e formas de vida do feminino na série televisiva Game of Thrones
Título(s) alternativo(s): Action, passions and ways of life of female in the TV series Game of Thrones
Autor(es): Souza, Kélica Andréa Campos de
Primeiro Orientador: Câmara, Naiá Sadi
metadata.dc.contributor.referee1: Miyazaki, Tieko Yamaguchi
metadata.dc.contributor.referee2: Abriata, Vera Lúcia Rodella
Resumo: Com base no referencial teórico da semiótica de linha francesa, a partir dos postulados da semiótica da ação, da semiótica das paixões e dos estudos sobre as formas de vida, analisamos, neste trabalho, a narrativa ficcional seriada televisiva Game of Thrones, a fim de identificar quais as principais características que configuram os atores femininos nos seriados que são produzidos atualmente. Criada por David Benioff e D.B Weiss para o canal a cabo HBO, a narrativa é uma tradução intersemiótica da série literária A Song of Ice and Fire, do escritor norte-americano George R.R. Martin e, desde a apresentação da sua primeira temporada (2011), tem conquistado cada vez mais espaço entre o público da esfera do entretenimento, principalmente os brasileiros. Projetada num universo fictício e ancorada no período medieval, a série, que retrata a disputa pelo poder entre as famílias nobres do continente de Westeros, apresenta atores femininos complexos, entre os quais selecionamos para nossa análise: Daenerys Targaryen, uma jovem tímida e ingênua que é vendida pelo irmão a uma tribo de selvagens; Catelyn Tully Stark, uma mulher que possui forte tato político e é a matriarca de uma das famílias mais importantes do reino; e Cersei Lannister, a rainha de Westeros. Considerando que as narrativas seriadas se constituem como um dos principais produtos culturais responsáveis por disseminar valores e determinar comportamentos através do conteúdo que veiculam, buscamos identificar os papéis actanciais, temáticos, figurativos e patêmicos dos atores femininos selecionados, bem como as principais formas de vida que manifestam. Observamos, na representação desses atores, que os estados de alma são os principais responsáveis pelas transformações em suas formas de vida e que o feminino está associado à maternidade e ao poder, negando as formas de vida de passividade e submissão e fundando uma moral individual modalizada pelo poder-fazer, da ordem do endógeno, e aproximando-se de uma forma de vida igualitária em relação às formas de vida do masculino apresentadas no seriado. Palavras-chave: Formas de vida; paixão; feminino; Game of Thrones
Abstract: Based on the theoretical framework of semiotics about actions, passions and studies on ways of life, we analyzed in this work, the fictional narration of the TV series Game of Thrones, to identify what are the main characteristics that make up the female characters in series currently produced. Created by David Benioff and D. B. Weiss, to HBO channel, the story is an intersemiotic translation of literary series A Song of Ice and Fire, by George R. R. Martin, and since the release of the series first season (2011), it has gained more space around the public sphere of entertainment, especially around Brazilians. Designed in a fictional universe and anchored in the medieval period, the series, which depicts the struggle for power between the noble families of Westeros continent, presents some complex female characters, among which we selected for our analysis: Daenerys Targaryen, a young lady, shy and naive, who is sold by her own brother to a savage tribe; Catelyn Tully Stark, a very political woman who is the matriarch of one of the most important families of the kingdom; and Cersei Lannister, the queen of Westeros. Considering that the serial narratives are constituted as one of the main cultural products responsible for disseminating values and determine behavior through the content that convey, we seek to identify the narrative, thematic, figurative and pathetic of female characters roles selected, as the main way of life that they demonstrate. We noticed, with those characters acting ways, that their soul states are primarily responsible for their change of ways of life and that the female is associated with motherhood and power, denying the life forms of passivity and submission and founding an individual moral categorized on the can-do, of the endogenous order, and a way of approaching to an equal way life compared to male ways of life, appeared on the show. Key words: Ways of life; passion; female; Game of Thrones.
Palavras-chave: Formas de vida
Paixão
Feminino
Game of Thrones
CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Universidade de Franca
Sigla da Instituição: UNIFRAN
Departamento: Pós-Graduação
Programa: Programa de Mestrado em Linguística
Citação: SOUZA, Kélica Andréa Campos de. Ação, paixões e formas de vida do feminino na série televisiva Game of Thrones. Franca, 2015. 133 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade de Franca. 2015.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.cruzeirodosul.edu.br/handle/123456789/1021
Data do documento: 13-Fev-2015
Aparece nas coleções:Mestrado em Linguística

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Kelica Andrea Campos de Souza.pdf1.12 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.