Repositório Institucional POSITIVO Universidade Positivo Tese Programa de Pós-Graduação em Odontologia
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.cruzeirodosul.edu.br/jspui/handle/123456789/2169
Tipo: Tese
Título: Soluções irrigadoras no tratamento endodôntico: estudo het-cam e análise da incidência de dor pós-operatória
Autor(es): Demenech, Luciana Stadler
Primeiro Orientador: Gabardo, Marilisa Carneiro Leão
Resumo: A solução de hipoclorito de sódio (NaOCl) é a mais utilizada para a irrigação do sistema de canais radiculares. Apresenta, na literatura, concentrações que variam de 0,5% a 8,25%. Possui alto poder antimicrobiano, porém é relatado que sua elevada toxicidade pode estar relacionada a dor pós-operatória. Outra solução irrigadora frequentemente utilizada é a clorexidina (CLX), com apresentação na forma de solução ou gel, sem potencial para dissolução de matéria orgânica, mas com grande ação antimicrobiana. Em virtude da redução do tempo de preparo do sistema de canais radiculares, com sistemas de lima única e simplificação do processo como um todo, a permanência da solução irrigadora no canal radicular é pequena. Desta forma, uma solução que contribua de modo efetivo para aumentar a limpeza durante o preparo químico-cirúrgico é desejada, desde que mantida a compatibilidade biológica. Com o intuito de analisar a biocompatibilidade de diferentes soluções, incluindo o NaOCl 8,25%, e a incidência de dor pós-operatória mediante o uso das mesmas, a presente Tese é composta de dois artigos. No primeiro, foi utilizada a membrana corioalantoide de embrião de galinha (CAM), pelo método Hen’s Egg Test Chorionallantoic Membrane (HET-CAM), Teste de Membrana Corioalantoide de Ovo de Galinha. As soluções testadas foram soro fisiológico (controle), CLX 2% e NaOCl (2,5%; 5,25% e 8,25%). Foram analisadas 25 membranas, avaliando alterações morfológicas e na microcirculação, com o auxílio de microscópio óptico de luz e fotografias. As imagens foram analisadas e quantificadas e os resultados submetidos a análise de variância (ANOVA) e teste Tukey, KruskalWallis e Mann-Whitney. No segundo artigo foi avaliada a incidência de dor pós- operatória, por meio de estudo clínico randomizado controlado, em pacientes submetidos a tratamento endodôntico padronizado, em sessão única e irrigação com uma das soluções (NaOCl 2,5%; 5,25%; 8,25% ou CLX 2%). A instrumentação foi feita com sistema de lima única, tempo de preparo químico-mecânico cronometrado e mesma técnica obturadora. A presença de dor foi avaliada em “sim” ou “não”, e intensidade por Escala Visual Analógica (EVA), em três tempos diferentes após o tratamento (24, 48 e 72 horas). Os dados obtidos foram submetidos à regressão logística. Na avaliação morfológica, quanto à hiperemia, o NaOCl 8,25% apresentou diferença significativa comparado aos demais grupos, exceto ao NaOCl 5,25% (p = 0,096). Na análise da coagulação, a CLX 2% foi mais irritante, com diferença significativa em relação ao NaOCl 2,5% (p = 0,038). Já o NaOCl 8,25% apresentou menor quantidade de vasos na microcirculação. Na avaliação histológica a maior quantidade de células inflamatórias foi observada com NaOCl 8,25% e a necrose tecidual esteve presente em todas as amostras de NaOCl 5,25%. Presença de fibroblastos foram detectados somente no grupo controle. Os resultados referentes à dor pós-operatória, dos 180 pacientes avaliados, 169 responderam a pesquisa. Destes, 107 eram mulheres e a média de idade foi 38,06 (DP = 14,371) anos. Quanto à presença de dor pós-operatória (“sim” como referência), após ajuste das variáveis, houve diferença significativa no “tempo ≥ 10 minutos” (OR = 3,23; IC95%: 1,05-9,91; p = 0,041), e “com extravasamento de obturação” (OR = 13,6; IC95%: 3,98-46,9; p < 0,001). Para o desfecho “dor pós-operatória em 24 horas”, os resultados também tiveram diferença significativa em relação às mesmas variáveis, sendo que o NaOCl 5,25%, representou 16,7% dos casos (OR = 7,10; IC95%: 1,17- 43,00; p = 0,003). Após diferentes metodologias foi possível concluir que o NaOCl 8,25% apresentou toxicidade elevada nos testes sobre a CAM, porém, comparado às demais concentrações da mesma solução e a CLX, os efeitos foram semelhantes, como processos de injúria tecidual, inflamação aguda instantânea e necrose tecidual. Um tempo de preparo ampliado e o extravasamento de material obturador são variáveis que influenciam na presença de dor. A solução de NaOCl 8,25% pode ser utilizada para a irrigação dos canais radiculares, assim como as demais concentrações, desde que o tempo de preparo seja reduzido.
Abstract: Sodium hypochlorite (NaOCl) solution is most commonly used for root canal system irrigation. Presents in the literature can select 0.5% to 8.25%. It has high antimicrobial power, but is related to its high toxicity that may be used postoperatively. Another frequently used irrigating solution is chlorhexidine (CLX), with a solution or gel form, with no potential for organic matter dissolution, but with great antimicrobial action. Due to the reduction of root canal system preparation time with single file systems and simplification of processes as a whole, the permanence of the irrigating solution in the root canal is small. Thus, a solution that controls the effective way to increase cleaning during chemical-surgical preparation is allowed as long as it maintains biological compatibility. In order to analyze the biocompatibility of different solutions, including 8.25% NaOCl, and an incidence of postoperative pain using these solutions, this article is composed of two articles. In the first one, the chicken embryo chorioallantoic membrane (CAM) was used by the HET-CAM method, the chicken egg test chorioallantoic membrane method and the Chicken Egg chorioallantoid membrane test. The tested solutions were physiological (control), CLX 2% and NaOCl (2.5%; 5.25% and 8.25%). Twenty-five membranes were analyzed, morphological changes and microcirculation available, with the aid of light microscope and photographs. The images were analyzed and quantified and the results obtained by analysis of variance (ANOVA) and Tukey test, Kruskal-Wallis and Mann-Whitney. The second article was evaluated with postoperative incidence, through randomized controlled clinical study, in patients treated with standardized endodontic treatment, single session and irrigation with a solution (NaOCl 2.5%; 5.25%; 8.25% or 2% CLX). The instrumentation was performed with a single file system, timed chemical-mechanical preparation time and the same shutter technique. The presence of pain was assessed as “yes” or “no” and intensity by Visual Analog Scale (VAS) at three different times after treatment (24, 48 and 72 hours). The data obtained were submitted to logistic regression. In the morphological evaluation, regarding hyperemia, NaOCl 8.25% presented significant difference compared to the other groups, except for NaOCl 5.25% (p = 0.096). In the coagulation analysis, CLX 2% was more annoying, with significant difference compared to 2.5% NaOCl (p = 0.038). Already NaOCl 8.25% had smaller number of vessels in the microcirculation. In the histological evaluation the most of inflammatory cells was observed with 8.25% NaOCl and tissue necrosis was present in all 5.25% NaOCl samples. Presence of fibroblasts were detected only in the control group. The results regarding postoperative pain, of the 180 patients evaluated, 169 answered the survey. Of these, 107 were women and the average age was 38.06 (SD = 14.371) years. Regarding the presence of postoperative pain (“yes” as a reference), after adjusting the variables, there was a significant difference in “time ≥ 10 minutes” (OR = 3.23; CI 95%: 1.05-9.91; p = 0.041), and “with obturation overflow” (OR = 13.6; CI 95%: 3.98- 46.9; p <0.001). For the outcome “24 hours postoperative pain”, the results also had a significant difference in relation to the same variables. NaOCl 5.25% represented 16.7% of the cases (OR = 7.10; CI 95%: 1.17-43.00; p = 0.003). After different methodologies it was possible to conclude that 8.25% NaOCl presented high toxicity in the CAM tests, however, compared to the other concentrations of the same solution and CLX, the effects were similar, such as tissue injury, acute instant inflammation and tissue necrosis. An extended preparation time and the leakage of obturator material are variables that influence the presence of pain. The 8.25% NaOCl solution can be used for root canal irrigation, as well as other concentrations, provided that the preparation time is reduced.
Palavras-chave: Odontologia
Dor pós-operatória
Hipoclorito de sódio
Irrigantes do canal radicular
Membrana corioalantoide
Microcirculação
Neovascularização patológica
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Universidade Positivo
Sigla da Instituição: UP
Departamento: Pós-Graduação
Programa: Programa de Pós-Graduação em Odontologia Clínica
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.cruzeirodosul.edu.br/handle/123456789/2169
Data do documento: 2019
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Odontologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Luciana Stadler Demenech.pdfTese6.11 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.